Acusado de matar por dívida de drogas é condenado a 19 anos de prisão

O Conselho de Sentença do 1º Tribunal do Júri de Maceió condenou Wanderson Nascimento da Silva a 19 anos, sete meses e cinco dias de reclusão pela morte de Diego Felipe Cavalcante, ocorrida em agosto de 2013. A pena deverá ser cumprida em regime inicialmente fechado.

Os jurados rejeitaram a tese da defesa, de negativa de autoria, e condenaram o réu por homicídio qualificado. “Extrai-se dos autos que a morte da vítima tem relação com dívidas de drogas que foram pagas pela família de Diego, mas, ainda assim, ele foi assassinado, o que revela extrema violência e desprezo pela vida humana”, afirmou o juiz Sóstenes Alex Costa de Andrade, que presidiu o júri, nessa segunda-feira (18), no Fórum da Capital.

De acordo com a sentença, o réu não poderá apelar em liberdade. “Não houve nenhuma modificação na situação fática existente quando da decretação de sua custódia cautelar”, explicou o magistrado.

O caso

O crime ocorreu no dia 13 de agosto de 2013, por volta das 19h, em via pública, no Bairro Jacintinho. De acordo com o Ministério Público de Alagoas, Wanderson da Silva e o irmão, na época menor de idade, desferiram disparos de arma de fogo contra Diego Felipe Cavalcante, ocasionando a sua morte.

A vítima chegou a ser levada ao Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu. O motivo do crime teria sido o fato de a vítima querer deixar de vender drogas para os acusados e por dever uma certa quantia a eles.

Ascom – 19/06/2018

(Visited 7 times, 1 visits today)